4 erros que desmotivam os funcionários da sua empresa

Quando o empreendedor inicia seu negócio, não tem ideia do que seja gerenciar pessoas e, muito menos, das consequências de uma má gestão. Inexperiente nessa questão, o pequeno empresário centraliza seus cuidados na satisfação dos clientes, pois, sem eles, não há entrada de dinheiro. Assim, o foco é outro: o lucro. Ele, então, passa a trabalhar no binômio cliente-lucro e se esquece de focar também nas pessoas. Os empreendedores bem-sucedidos ampliam o horizonte e focam no trinômio pessoas-clientes-lucro.

Por que focar nas pessoas? Funcionários comprometidos e motivados atendem melhor os clientes, que, por sua vez, ficam satisfeitos e fazem a propaganda boca a boca. Isso resulta em aumento de clientes e, por consequência, gera melhores resultados.

Pergunte a um empreendedor o que ele espera de seus funcionários, e a resposta será: “comprometimento com a empresa”. Se isso é tão importante, o que faz com que os funcionários não se mostrem tão comprometidos quanto o empresário deseja?

Relacionei quatro erros que são cometidos pelos empreendedores, e que contribuem para a desmotivação e apatia dos funcionários:

1. Não estabelecer objetivos e metas 

A sensação de estar trabalhando na construção de algo maior é fundamental no processo de comprometimento. Ao estabelecer objetivos e divulgá-los para os colaboradores, o empreendedor mostra um norte que servirá de bússola para as pessoas. Ao conhecer os objetivos da empresa, cada colaborador poderá contribuir de forma a cumprir suas metas individuais para chegar ao norte traçado.

Quando ele enxerga seu trabalho atrelado a um objetivo maior, a sensação será de conquista, e isso colabora com o senso de pertencimento, o que leva a um grau maior de comprometimento. Quando isso não acontece, os funcionários se sentem como peças descartáveis na engrenagem da organização, e o nível de empenho é praticamente nulo.

2. Não envolver os funcionários no planejamento 

Como empreendedor é o fundador da empresa, que criou praticamente sozinho todos os processos de trabalho, é normal que resista a fazer mudanças nos procedimentos adotados. Entretanto, com o crescimento da empresa e com novas pessoas contratadas, as rotinas de trabalho precisam ser atualizadas.

Se o empreendedor tiver uma postura centralizadora, e não envolver os funcionários no planejamento das melhorias dos processos, estará cometendo um grave erro de gestão. O grau de comprometimento e de motivação das pessoas aumenta de forma significativa quando elas são ouvidas e participam do planejamento dos processos de trabalho.

3. Não treinar, não capacitar os colaboradores 

A contratação de um novo funcionário normalmente acontece quando já não se consegue trabalhar com o quadro existente. Assim, quando o funcionário começa a trabalhar, não encontra tempo para passar por um processo de integração e treinamento.

Ele aprende os processos à medida que vai executando suas tarefas. Além disso, é possível que peça ajuda a seu gestor e aos colegas mais antigos. Esse é mais um erro grave na gestão de pessoas. A falta de capacitação gera fadiga e desestimula, o que acarreta um baixíssimo grau de comprometimento.

4. Não permitir que as pessoas inovem

São necessidades básicas do ser humano: ser ouvido, ser reconhecido e ter o direito de errar. Não permitir que as pessoas inovem contraria essas necessidades básicas, pois as pessoas deixam de expressar suas ideias, perdem a condição de ser reconhecidas por sua criatividade e deixam de aprender com os próprios erros.

As pessoas desejam contribuir e sentir-se valorizadas. Caso contrário, cairão na rotina, e o tédio se instalará no ambiente de trabalho. A sensação de inovar e crescer aprendendo com os próprios erros é um fator de motivação, e contribui para o aumento do grau de comprometimento.

Alexandre Rangel é sócio da Alliance Coaching.


Fonte: Exame.com/contabeis.com.br

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 29/Março/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2018
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração mensal
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração trimestral
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal
  • PAEX 1 | Parcelamento Excepcional
  • PAEX 2 | Parcelamento Excepcional
  • Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • INSS | Previdência Social | Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut || Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB)
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF)
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc)
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA)
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 26/03/2019 13:23:56
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,875
  • 3,876
  • Paralelo
  • 3,830
  • 4,030
  • Turismo
  • 3,720
  • 4,030
  • Euro
  • 4,372
  • 4,375
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,898
  • 3,898
  • Libra
  • 5,116
  • 5,118
  • Ouro
  • 163,280
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)