Tire algumas dúvidas sobre o tema contribuição sindical

O Sage IOB Responde desta semana aborda mais uma vez o tema Contribuição Sindical. Confira, a seguir:

1. O empregado é obrigado a pagar a contribuição sindical?

Sim. A contribuição sindical é obrigatória e será descontada na folha de pagamento do mês de março de cada ano. O desconto será feito independentemente da autorização do empregado.

2. Há outras contribuições destinadas aos sindicatos?

Sim. Além da contribuição sindical, as três contribuições mais conhecidas destinadas às entidades sindicais são:

a) contribuição assistencial: normalmente estipulada na data-base, em documento coletivo de trabalho;

b) contribuição confederativa: fixada por meio de assembleia geral realizada pelo sindicato, para custeio do sistema confederativo da representação sindical;

c) contribuição associativa ou mensalidade sindical: de caráter meramente associativo daqueles que tenham optado pela filiação ao sindicato e devida na forma estabelecida nos estatutos ou pelas assembleias gerais.

Algumas entidades sindicais utilizam denominações como taxa ou contribuição de “revigoramento sindical”, “fortalecimento sindical” ou similares, as quais se confundem com a natureza e a finalidade da contribuição assistencial mencionada na letra “a”.

3. As contribuições assistencial, confederativa e associativa são obrigatórias?

O Supremo Tribunal Federal (STF) pacificou o entendimento no sentido de a contribuição confederativa poder ser exigida somente dos trabalhadores filiados ao respectivo sindicato.

Quanto à contribuição assistencial, o Tribunal Superior do Trabalho (TST) defende que ela também não pode ser descontada de trabalhadores não sindicalizados, pois a sua imposição implicaria na filiação obrigatória ao sindicato, o que é vedado pela Constituição Federal.

Já a contribuição associativa, ou mensalidade sindical, pela sua própria natureza, somente será cobrada daqueles que tenham optado pela filiação ao sindicato.

4. Existe um prazo para se opor ao desconto das contribuições assistencial e confederativa?

Havia um Precedente Normativo do TST que subordinava o desconto da contribuição assistencial a não oposição do trabalhador, manifestada perante a empresa até 10 dias antes do pagamento do primeiro salário reajustado. Conforme jurisprudência, a contribuição confederativa também estava sujeita a mesma condição.

Porém, o Precedente foi cancelado por meio de Resolução do TST, e hoje não há uma regra para tal oposição. Na prática, observa-se que cada sindicato estabelece, a forma e o prazo para manifestação no documente coletivo da categoria.

Fonte: www2.uol.com.br - 18/03/2016

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 29/Março/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração mensal.
  • IRPJ/CSL | Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre o Lucro | Apuração trimestral
  • IRPJ/CSL - Lucro real anual - Saldo de 2018
  • IRPJ | Imposto de Renda Pessoa Jurídica | Renda variável
  • IRPJ/Simples Nacional | Ganho de Capital na alienação de Ativos
  • IRPF | Imposto de Renda Pessoa Física
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração mensal
  • FINOR/FINAM/FUNRES | Apuração trimestral
  • REFIS/PAES | Programa de Recuperação Fiscal
  • REFIS | Programa de Recuperação Fiscal
  • PAEX 1 | Parcelamento Excepcional
  • PAEX 2 | Parcelamento Excepcional
  • Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • INSS | Previdência Social | Simples Nacional | Parcelamento Especial
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro | Profut || Parcelamento de débitos junto à RFB e à PGFN
  • Previdência Social (INSS) | Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos - Redom (Parcelamento de débitos em nome do empregado e do empregador domésticos junto à PGFN e à RFB)
  • DOI | Declaração de Operações Imobiliárias
  • DME | Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie
  • Declaração de Benefícios Fiscais (DBF)
  • Informações prestadas pelas entidades de previdência complementar, sociedades seguradoras e administradoras de Fapi
  • Declaração de Rendimentos Pagos a Consultores por Organismos Internacionais (Derc)
  • Declaração de Transferência de Titularidade de Ações (DTTA)
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 26/03/2019 16:37:29
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,867
  • 3,868
  • Paralelo
  • 3,850
  • 4,040
  • Turismo
  • 3,710
  • 4,020
  • Euro
  • 4,361
  • 4,362
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,892
  • 3,892
  • Libra
  • 5,109
  • 5,112
  • Ouro
  • 163,280
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)