6 dicas para um bom atendimento ao cliente

O tom de voz dá o "tom" essencial para criar relacionamento e fidelidade com o bom atendimento ao cliente

A comunicação assertiva, de acordo com estudo feito por Albert Mehrabian, publicada em seu livro "O Corpo Fala", tem seu sucesso dividido em: 7% nas escolhas das palavras, 55% nos gestos e 38% no tom da voz. Agora, imaginem fazer todo esse processo sem o famoso olho no olho, sem boa parte daquilo que lhe garante o sucesso? Os dados refletem o tamanho da importância no bom atendimento para que se concretize as vendas. Imagine alguém usando o telefone com interesse ou curiosidade num determinado produto e não se sentir confortável ao falar com o vendedor?

Se para um televendas, o vendedor é a escada que dá acesso a empresa, a sua voz precisa ser os degraus que facilitarão isso de acontecer. Uma voz que transmita segurança, empatia, aquela voz amigável de se ouvir o tempo que for necessário para se fechar um negócio, além é claro, de um bom script. A argumentação é muitas vezes um problema: é possível ser muito criativo, e toda a empresa deve saber o que vende, como vende e quais os principais benefícios que o serviço ou produto oferece. Mas em alguns casos, quando a argumentação já foi bem trabalhada (principalmente dos grandes call centers que já possuem muitos treinamentos na área) o problema fica por conta da impertinência. A questão é que nesses casos, ter um atendimento de vendas mais preocupado com o cliente -e não somente com a venda - é vital. Afinal, tudo o que temos hoje é personalizado, então porque este serviço seria "robotizado"? Veja seis dicas para tornar o atendimento impecável:

1. Tenha ritmo: se o atendente estiver inseguro ou ansioso, o tom de voz deixará transparecer. O cliente perceberá que há algo errado e vai tirar conclusões precipitadas, desistindo do atendimento. É importante portanto buscar um meio termo repassando informações de forma objetiva.

2. Controle o tempo: O tempo de espera é o campeão das reclamações e é importante que seu cliente perceba que você valoriza o tempo dele, com informações sempre à mão e rápidas.

3. Seja carismático: o carisma faz com que o cliente se sinta mais confortável, além de valorizar a educação do cliente que pode se dispor a esperar mais um tempo simplesmente pelo relacionamento amigável na ligação.

4. Tenha equilíbrio: o cliente pode estar passando por uma situação estressante, ser grosseiro ou seco, mas o profissional precisa manter a cordialidade e buscar um tom de voz calmo para transmitir tranquilidade, quem sabe até mesmo mudando a postura inicial do cliente.

5. Fique de prontidão: não demore para atender ao telefone. Os clientes se sentem negligenciados, desvalorizados e até mesmo desistir de entrar em contato com sua empresa. Afinal, um contato telefônico com certeza é algo que para ele precisa de urgência.

6. Treine sua equipe: é importante orientar e treinar a equipe com profissionais que entendam do assunto, registrando o atendimento e mostrando nas gravações os pontos que podem ser melhorados.

Ou seja, nada de apresentar ao seu cliente a impressão de que ele está "sendo interrompido", que a ligação é uma "perda de tempo", ou mesmo exaurir a paciência dele com insistências. O vendedor moderno tem que usar a tecnologia a seu favor para um fechamento efetivo e um cliente satisfeito, seguro de que a empresa deseja tanto a qualidade quanto o sucesso dele mesmo.

fonte: administradores.com

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 19/Janeiro/2018
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras
  • Informe de Rendimentos Financeiros
  • INSS | Previdência Social
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 15/01/2018 16:10:21
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,203
  • 3,204
  • Paralelo
  • 3,150
  • 3,350
  • Turismo
  • 3,190
  • 3,380
  • Euro
  • 3,930
  • 3,933
  • Iene
  • 0,029
  • 0,029
  • Franco
  • 3,322
  • 3,324
  • Libra
  • 4,410
  • 4,412
  • Ouro
  • 137,650
  •  
Mensal - 15/01/2018
  • Índices
  • Nov
  • Dez
  • Inpc/Ibge
  • 0,18
  • 0,26
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,55
  • Ipc/Fgv
  • 0,36
  • 0,21
  • Igp-m/Fgv
  • 0,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • 0,80
  • 0,74
  • Selic
  • 0,57
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,58
  • 0,58
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)