Taxas do Tesouro Direto disparam com incerteza eleitoral. Confira novos valores


O Tesouro Direto, programa do governo federal de compra e venda de títulos públicos, voltou a operar nesta quarta-feira (22). Pela manhã, as taxas de rentabilidade dispararam, mas por conta da volatilidade nas taxas de juros, o programa foi suspenso. 

O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2024 (antiga NTN-B Principal), por exemplo, paga o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) mais 5,66% ao ano, contra 5,74% a.a. às 9h40min e 5,50% a.a. na tarde da última terça-feira (21). O investidor pode adquirir o título integralmente por R$ 2.258,82 ou parcialmente pelo valor mínimo de R$ 45,17. 

Comportamento dos DIs

Na última terça-feira (21), as taxas intermediárias e de juros longos do DI dispararam junto com o dólar, com o mercado reprecificando cenários políticos depois das últimas pesquisas eleitorais mostrarem falta de tração de Geraldo Alckmin (PSDB) e possibilidade de um segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Esse movimento de alta dos contratos de juros futuros provocou a suspensão do programa às 15h40, que voltou a operar às 17h08.

Um pouco depois da retomada das operações do Tesouro Direto, às17h40, o DI com vencimento em janeiro de 2019 subia 12 pontos, a 6,815%, o com vencimento em janeiro de 2021 avançava 33 pontos (a 9,7%) e o DI com vencimento em janeiro de 2023 decolava 37 pontos, a 11,36%.  

Investidor agora pode agendar operações

O Tesouro Direto agora permite que o investidor agende e resgate investimentos quando as operações da plataforma estiverem suspensas, o que acontece quando há grande volatilidade nos mercados.

Nesses casos, a plataforma é suspensa para garantir que as transações sejam  alinhadas às taxas praticadas no mercado secundário. Uma vez restabelecida a normalidade, o TD retoma as operações. 

Com a mudança, os investimentos e resgates solicitados durante a suspensão do programa serão efetivados na reabertura do mercado, com base nos novos preços e taxas divulgadas pelo Tesouro, mas sem exceder o valor em reais apresentado no ato de agendamento. 

Fonte: InfoMoney | 23/08/2018
 

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 20/Março/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras
  • INSS | Previdência Social
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal
  • Simples Nacional
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação - RET
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 18/03/2019 17:00:20
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,790
  • 3,792
  • Paralelo
  • 3,770
  • 3,960
  • Turismo
  • 3,640
  • 3,940
  • Euro
  • 4,297
  • 4,300
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,787
  • 3,788
  • Libra
  • 5,023
  • 5,026
  • Ouro
  • 158,300
  •  
Mensal - 14/02/2019
  • Índices
  • Dez
  • Jan
  • Inpc/Ibge
  • 0,14
  • 0,36
  • Ipc/Fipe
  • 0,09
  • 0,58
  • Ipc/Fgv
  • 0,21
  • 0,57
  • Igp-m/Fgv
  • -0,49
  • 0,01
  • Igp-di/Fgv
  • -0,45
  • 0,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,56
  • -
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)