Como funciona a atualização de aplicativos no Android?

Pacotão de Segurança Digital também responde dúvidas sobre o que fazer com um celular contaminado.

Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados etc.) vá até o fim da reportagem e utilize o espaço de comentários ou envie um e-mail para g1seguranca@globomail.com. A coluna responde perguntas deixadas por leitores no pacotão, às quintas-feiras.

Ataque ao Google Chrome
Tenho uma dúvida sobre o assunto [da falha do Chrome explorada por hackers]. Tenho o app no celular: o que eu posso fazer para me proteger? Tenho que atualizar da mesma forma que o computador? E se eu desinstalar? Como posso saber se já aconteceu ou se já estou exposta ao hacker? — Ana Carolina

Ana, as informações sobre essa falha são limitadas ainda. Isso significa que não se sabe se a brecha também afeta celulares.

De todo modo, o seu navegador web deve ser mantido sempre atualizado. Não importa se é o navegador do computador ou do celular — o aplicativo deve estar sempre na versão mais atual.

Em ambos os casos, o navegador será atualizado automaticamente: no Windows, pela atualização automática do Chrome; no Android, pela atualização automática da Play Store.

A atualização da Play Store é bastante ágil. Normalmente, seu celular vai atualizar todos os aplicativos que podem ser atualizados com muita agilidade. Basta que você conecte o aparelho a uma rede Wi-Fi e também o carregador. Caso você receba algum ícone avisando que há atualizações, acesse o ícone

O Chrome no Windows, por outro lado, depende um mecanismo de atualização automática própria. O Chrome não é um aplicativo da Microsoft Store e, por esse motivo, não é atualizado junto dos demais aplicativos da loja nas atualizações rotineiras do sistema.


Nessa falha em específico, a atualização do Google Chrome no Windows podia deixar algumas pessoas desprotegidas, já que o problema já estava sendo explorado.

É raro que uma vulnerabilidade no Chrome seja atacada tão pouco tempo após o lançamento de uma atualização: o Chrome inclui uma série de proteções que dificultam a criação de ataques e, normalmente, isso retarda os hackers o suficiente para que quase todo mundo já esteja com o navegador atualizado quando eles enfim conseguem criar um código de ataque.

Em todo caso, se a versão que aparece na página "chrome://settings/help" for 72.0.3626.121 ou mais recente, o navegador está protegido.

Celular contaminado
O que posso fazer se alguém hackeou meu celular e tem acesso remoto a ele, intercepta ligações, ouve por áudio e câmera? Formatar ajuda? Tem algum antivírus? — Fernanda

O procedimento nesse caso, Fernanda, é a restauração do telefone para o estado original de fábrica. Você pode iniciar esse processo pelas configurações do aparelho. Em "Sistema" ou opção de nome semelhante, você encontrará as opções de "restauração" ou "redefinição".

Redefinição de sistema em um aparelho Android, explicando as consequências do procedimento — Foto: Reprodução Redefinição de sistema em um aparelho Android, explicando as consequências do procedimento — Foto: Reprodução
Redefinição de sistema em um aparelho Android, explicando as consequências do procedimento — Foto: Reprodução

Esse processo apaga todos os aplicativos e configurações feitas no telefone. Por esse motivo, após realizar a restauração ou redefinição, você precisa reinstalar todos os aplicativos e reconfigurar todas as contas que foram cadastradas no aparelho.


Em alguns casos mais específicos, no entanto, o invasor do seu telefone pode ter feito uma alteração que não será revertida por esse procedimento. Nesse caso, o melhor a se fazer é procurar uma assistência técnica autorizada e solicitar um "flash" (ou reflash) da imagem original do sistema.

A operação de flash coloca um novo sistema no aparelho. Por esse motivo, deve ser realizada apenas por pessoas de confiança. Se uma pessoa colocar uma imagem de sistema adulterada, essa pessoa é que pode passar a ter acesso a todos os dados. Por isso, é importante que o procedimento seja realizado em uma autorizada do seu fabricante.

Em alguns casos, para alguns telefones, pode ser possível encontrar instruções detalhadas sobre como realizar o processo de "flash" em casa. O processo pode ser bastante simples, bastando usar um programa enquanto o celular fica conectado pelo USB no computador. No entanto, o procedimento varia de modelo para modelo e pode ser necessário o uso de ferramentas de terceiros, o que também não é recomendado.

Fonte: g1.globo.com  | 21/03/2019

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 22/Novembro/2019
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 21/11/2019 08:08:43
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,203
  • 4,204
  • Paralelo
  • 4,160
  • 4,400
  • Turismo
  • 4,150
  • 4,410
  • Euro
  • 4,645
  • 4,649
  • Iene
  • 0,034
  • 0,034
  • Franco
  • 3,767
  • 3,770
  • Libra
  • 4,786
  • 4,792
  • Ouro
  • 198,420
  •  
Mensal - 23/09/2019
  • Índices
  • Jul
  • Ago
  • Inpc/Ibge
  • 0,10
  • 0,12
  • Ipc/Fipe
  • 0,14
  • 0,33
  • Ipc/Fgv
  • 0,31
  • 0,17
  • Igp-m/Fgv
  • 0,40
  • -0,67
  • Igp-di/Fgv
  • -0,01
  • -0,51
  • Selic
  • 0,53
  • 0,49
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)