Pirataria é crime: quais os riscos de baixar programas ilegalmente?

No Brasil, a pirataria é uma prática popular desde antes da internet. Há muito, pessoas que trabalham como ambulantes viajam ao Paraguai para trazer e revender réplicas ou imitações baratas, geralmente feitas na China, de produtos que possuem origem nos EUA, Japão e Europa.

Na década de 1990, a internet chegou ao Brasil e a mesma cultura foi absorvida pelos internautas, que viam na pirataria uma forma de “burlar” os impostos abusivos que são aplicados a esses produtos. Hoje, além das taxas, há a conversão da moeda, que não anda favorável para o real.

Mas quais os riscos de se utilizar programas baixados ilegalmente?
Bem, de acordo com a justiça brasileira, há uma multa que prevê penalidades para o uso de software pirata. A Lei 9.610/1998 prevê a aplicação de multa de até 10 vezes o valor original do software. Além disso, a irregularidade ainda pode manchar permanentemente a imagem de uma empresa. Sendo assim, no final das contas, o “barato pode sair caro”.

Além da multa, há ainda os riscos de infectar o PC com pragas virtuais e acabar perdendo documentos importantes, como num sequestro de dados por um ransomware. Os menos “sortudos” podem ter senhas de contas bancárias e redes sociais roubadas.

Um dos programas mais pirateados do mundo é o Adobe Photoshop. Até mesmo por se tratar de uma referência no mercado, o famoso editor de imagens é bem visado pelos ciberpiratas. O Photoshop costuma ser a primeira opção para profissionais de edição ou até curiosos que desejam aprender um pouco mais sobre melhorar fotografias, criar memes, etc.

No entanto, está enganado quem pensa que o Photoshop é caro ou tem planos inflexíveis. A Adobe possui planos que se adaptam a diferentes tipos de usuários, que podem ser pagos por mês ou com uma única taxa anual.

Seja amigo da lei e amigo do seu PC! Confira as opções de planos do Adobe Creative Cloud pelo botão abaixo!

Fonte: Tecmundo | 22/05/2019

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 13/Dezembro/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • EFD Contribuições.
  • CIDE | Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.
  • COFINS/PIS-PASEP | Retenção na Fonte – Autopeças.
  • Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf)
  • Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos (DCTFWeb)
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 12/12/2019 08:43:47
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,119
  • 4,121
  • Paralelo
  • 4,090
  • 4,320
  • Turismo
  • 4,080
  • 4,330
  • Euro
  • 4,587
  • 4,589
  • Iene
  • 0,038
  • 0,038
  • Franco
  • 4,194
  • 4,193
  • Libra
  • 5,407
  • 5,412
  • Ouro
  • 194,540
  •  
Mensal - 03/12/2019
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • -0,05
  • 0,04
  • Ipc/Fipe
  • -
  • 0,16
  • Ipc/Fgv
  • -
  • -0,09
  • Igp-m/Fgv
  • -0,01
  • 0,68
  • Igp-di/Fgv
  • 0,50
  • 0,55
  • Selic
  • 0,46
  • 0,48
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)