Posso ser demitido por ter Depressão?

Uma das perguntas mais frequentes que recebemos em nosso blog e em nosso escritório é sobre a ESTABILIDADE. “Tal doença dá ESTABILIDADE?”, “Posso ser mandado embora se estiver com esta doença?”. No texto de hoje veremos que depressão pode dar ESTABILIDADE ao empregado.

Para sabermos se uma doença, como a depressão, é capaz de garantir ESTABILIDADE ao empregado, precisamos conhecer alguns conceitos. Vamos lá.


AUXÍLIO-DOENÇA ACIDENTÁRIO

Para que o empregado tenha direito à ESTABILIDADE, em regra, é necessário que ele tenha recebido auxílio-doença acidentário.

Este auxílio é aquele pago ao segurado que tenha se acidentado durante a prestação de seus serviços. Para ter direito ao auxílio, faz-se necessário que o empregado se afaste por mais de quinze dias do seu trabalho.

Pode receber o auxílio-doença acidentário aqueles empregados que sofreram algum acidente ou tem alguma doença que se equipara ao Acidente de trabalho. Podem ser citadas as doenças profissionais e do trabalho (ocupacionais), art. 20 da Lei 8.213/91.

DOENÇAS OCUPACIONAIS

As doenças ocupacionais são as enfermidades relacionadas diretamente ao desemprenho da atividade profissional e podem surgir de diversas formas.

Assim, entende-se que a doença ou lesão surgiu por conta da prestação dos serviços. Se o empregado não tivesse o seu trabalho, não teria a doença ou esta não teria se agravado.

Podemos citar alguns exemplos.

• LER/DORT: causadas por movimentos repetitivos ou postura inadequada. empregado deve tomar cuidado, pois costumam ser confundidas com torsão ou mal posicionamento.

Câncer de Pele: quando a atividade expõe o empregado de maneira excessiva ao sol.
Surdez temporária ou definitiva: atinge principalmente operários do setor de construção por conta dos equipamentos com ruído. Outra atividade em que o empregado está exposto a este risco é a de telemarketing.
Depressão: pode se relacionar ao trabalho por conta de um ambiente de trabalho ruim. Podem causar a depressão, entre outras coisas, pressão ou carga horária excessiva, ou seja, depressão pode dar estabilidade ao empregado.

Para que a depressão seja considerada doença ocupacional é necessário comprovar a relação da enfermidade com o trabalho. Esta prova pode ser feita principalmente por meio de perícia e/ou laudo médico. Testemunhas, gravações e/ou documentos também podem reforçar a relação entre o trabalho e a doença.

Assim, caso fique comprovado que a depressão foi causada pelo emprego, o funcionário terá direito à ESTABILIDADE após voltar do período de afastamento por auxílio-doença acidentário.

 

Fonte: www.jornalcontabil.com.br - 06/09/2019

Links Úteis







Agenda Tributária

  • 23/Outubro/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
saiba mais

Cotações e Índices

Moedas - 23/10/2019 10:26:01
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,080
  • 4,081
  • Paralelo
  • 4,050
  • 4,270
  • Turismo
  • 4,030
  • 4,280
  • Euro
  • 4,537
  • 4,540
  • Iene
  • 0,038
  • 0,038
  • Franco
  • 4,124
  • 4,124
  • Libra
  • 5,261
  • 5,264
  • Ouro
  • 194,900
  •  
Mensal - 23/09/2019
  • Índices
  • Jul
  • Ago
  • Inpc/Ibge
  • 0,10
  • 0,12
  • Ipc/Fipe
  • 0,14
  • 0,33
  • Ipc/Fgv
  • 0,31
  • 0,17
  • Igp-m/Fgv
  • 0,40
  • -0,67
  • Igp-di/Fgv
  • -0,01
  • -0,51
  • Selic
  • 0,53
  • 0,49
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -
saiba mais
Contabras - Contabilidade e Auditoria

Rua Lisboa 391, Jardim América
CEP 05413-000 | São Paulo - SP
Fone: (11) 3062.2388


Desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)